Decisão do MP-BA pode impedir realização do São Pedro de Belo Campo

Para o evento acontecer, é necessário que o município obtenha o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros.

Publicado em 25/06/2024 - às 11:10
Por Redação | Jornal Conquista
Foto: Reprodução.

Na última quinta-feira (20), a Justiça determinou, a pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA), que o São Pedro de Belo Campo, previsto para ocorrer entre 28 e 30 de junho, não seja realizado até que o Município de Belo Campo obtenha o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).

O município é gerido por José Henrique Silva Tigre (PSD), conhecido como Quinho, que também preside a União dos Municípios da Bahia (UPB).

De acordo com o site Achei Sudoeste, o juiz Gustavo Berriel destacou que o Município atendeu parcialmente às exigências do MP, encaminhando ao Corpo de Bombeiros a documentação necessária para a realização do evento e efetuando as correções requeridas pela corporação no projeto técnico. O município deve informar à Justiça, com 48 horas de antecedência do início das festividades, sobre a obtenção do AVCB.

O promotor de Justiça Vladimir Ferreira, autor da ação, relatou que em 16 de abril, 73 dias antes do início da festividade, o MP oficiou a Polícia Militar. A corporação informou que a estimativa de público para o evento é de 20 mil pessoas no primeiro dia, 30 mil no segundo e 35 mil no terceiro dia de festa. Segundo o promotor, o circuito da festa será o mesmo utilizado em 2023, cujo projeto foi reprovado pelo Corpo de Bombeiros Militar da Bahia.

Até o momento, a prefeitura confirmou as atrações Calcinha Preta, Dorgival Dantas, Nadson O Ferinha e Zé Neto & Cristiano para o São Pedro de Belo Campo 2024.

Clique no botão abaixo para entrar no grupo
Entre no grupo de notícias Jornal Conquista
Siga o Jornal Conquista no Instagram
Seguir no Instagram